sexta-feira, 11 de junho de 2010

Triplicamente qualificado


Já não posso mais negar: O TEMPO PASSOU e fiquei passado! O pior é que nem peguei muito sol, para não me arriscar tanto, mas... A há sempre a probabilidade de nem tudo sair como o esperado.

Hoje acordei com uma sensação horrível! Envelheci e nada fiz!

- Não ganhei o prêmio NOBEL da PAZ
- Não escrevi um livro
- Não casei ainda
- Não fiz um filho
- Não plantei uma árvore
- Não virei um virtuoso no SAX
- Não me apresentei no Jô (por não ter escrito o livro e por ser um péssimo saxofonista).

E segue uma lista infinita das coisas que não fiz...

E acrescentaria a essa lista o fato: Sou um tio TRIPLICAMENTE QUALIFICADO! Está chegando o terceiro! Será bem vindo, é lógico, mas mostra a redundância de um trilogia da qual não participo!Putz... Será o fim da minha tão "insignificante" história /estória? Acabarei como os dinossauros? Ou me perderei em uma ausência sem nome?

O relógio só me mostra o tempo que ainda resta: Tempo de ser mais do que aparento! Tempo de demonstrar o que realmente sinto

4 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Sempre há tempo. Ou não.

Helena disse...

Eu acho que sempre há... Mas para as coisas que queremos realmente.

Bjão!

Crônicas do Cotidiano disse...

É Vanessa...
Sempre há tempo, o problema é ser aliado dele = )

Crônicas do Cotidiano disse...

Confesso Helena que não tinha refletido sobre isso ; )