terça-feira, 29 de junho de 2010

Pedaços


Ela veio em pedaços...


Veio em fragmentos incompreensíveis;
Em devaneios e promessas absurdas!
Quis tê-la abraçado...
Eu quis muito ter sido [dela] e assim culminar numa recíproca!

Mas...

Chegou em pedaços...

Tive ao alcance de meus belos sonhos
Mas jamais...
No sentido [concreto] de uma doce realidade.

6 comentários:

disse...

Essas ''coisas'' fragmentadas que nos vêm... absurdas, fulgazes e completamente incompreensiveis.
Se bem entendi, gostei muito.
Se não entendi, continuarei gostando, porque achei leve.
rs
um beijo

Anônimo disse...

Oi... Achei vc pela Vanessa....
Que lindooo......bjos...Ana.

Crônicas do Cotidiano disse...

Oi Má,

Creio que tenhas compreendido a totalidade do texto (risos), que nem total é!
Bjksss

Oi Ana,

Agradeço a visita e só faltou o seu blog para te visitar...Bjkss

Guí disse...

"O que é feito de pedaços merece ser amado." Manoel de barros

Crônicas do Cotidiano disse...

Disse tudo Gui! Bjaum

Felicidade Clandestina disse...

gostei demais dos fragmentos.


lindo :)
obrigada por aparecer em meu reino,

abraços!!!